Canais: | CMB Mobile | SMS | Newsletter | Vídeos | Youtube | Twitter | Facebook | Feeds RSS |  
Meo Kanal
  • Menu Principal
Divulgação
Consulta Pública
Gabinete de Promoção ao Investimento
Portugal 2020 - Investimentos
Roteiro das Minas
Boticas Parque
Geo Boticas
Planos Municipais de Ordenamento do Território em Vigor
Área de Reabilitação Urbana (ARU)
Plano de Urbanização de Boticas (Revisão 2013)
Equipamentos
Parque de Campismo
Piscinas Municipais
Canil
CEDIEC - Centro Europeu de Documentação e Interpretação da Escultura Castreja
Centro de Artes Nadir Afonso
Parque Arqueológico do Vale do Terva | Bobadela
CCDR
Pocto de Autarcas
Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE)
Comunicação de Leituras de Água
Adesão à Fatura Electrónica de Água
Contratos Públicos Online
Construção e organização interna dos moinhos


Construção e organização interna dos moinhos

Os moinhos são todos construídos com recurso à pedra local (granito) podendo esta ser aparelhada ou não. Quando era usada pedra aparelhada, esta poderia ser usada apenas nos cunhais ou poderia ser utilizada em toda a construção, dando assim origem, nos casos em que o seu talhe era muito cuidadoso e regular, ao perpianho.

Era utilizada sempre argamassa de ligação entre as pedras, fossem aparelhadas ou não. Tradicionalmente a cobertura era colmada e o tecto interior era forrado por um tabuado de madeira (normalmente de carvalho). Os moinhos têm uma planta rectangular e o casal de mós está normalmente posicionado junto do lado menor.

A porta de acesso está situada no extremo oposto. A mó inferior, o pouso, está normalmente ligada à construção, embora seja amovível, e está envolvida pelos cambeiros, que se destinam a impedir que a farinha saia por toda a periferia da mó excepto pela abertura existente para o efeito nos cambeiros. Os cambeiros são normalmente constituídos por lajes de pedra, embora existam exemplos em que são constituídos por um tabuado de madeira.

O mecanismo de alimentação, a tremonha, está suspenso sobre o mecanismo de moagem de forma a proceder à sua alimentação automática por acção da gravidade, regulada pela vibração produzida pelo funcionamento da mó superior (andadeira) e transmitida através de um braço de madeira designado por cadelo.

A tremonha está suportada por vigas de madeira apoiadas nas paredes, num extremo, e na própria estrutura dos cambeiros de pedra, no outro extremo.


Atenção
Este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

| Primeiro Acesso | Ficha Técnica | Mapa do Site | Política de Privacidade e Segurança | Contactos | Links | Telefones Úteis | RSS Símbolo de Acessibilidade na Web Acessos W3C Markup Validation Service
W3C CSS Validator
Optimizado para: | N 9 | FF 4 | IE 9 | OP 9 | Safari 4 | Chrome 1 | Resolução: 1280 X 768 px | Copyright © CM-Boticas - 2011